Coração de Corda

Cora o de Corda Um sorriso doce pode esconder o segredo mais obscuro Philip Reeve um artes o reconhecido e Angelique uma fr gil bailarina francesa que no Teatro Dark Forest o encantou com a sua arte Quando a dama o

  • Title: Coração de Corda
  • Author: Carina Portugal Ana Santo
  • ISBN: 9781311937070
  • Page: 376
  • Format: ebook
  • Coração de Corda

    Um sorriso doce pode esconder o segredo mais obscuro Philip Reeve um artes o reconhecido e Angelique uma fr gil bailarina francesa que, no Teatro Dark Forest, o encantou com a sua arte Quando a dama o visita na loja de brinquedos, Philip n o consegue esquecer a cena presenciada nos bastidores, nem o medo que v nela Contudo, incapaz de imaginar a magnitude da tempeUm sorriso doce pode esconder o segredo mais obscuro Philip Reeve um artes o reconhecido e Angelique uma fr gil bailarina francesa que, no Teatro Dark Forest, o encantou com a sua arte Quando a dama o visita na loja de brinquedos, Philip n o consegue esquecer a cena presenciada nos bastidores, nem o medo que v nela Contudo, incapaz de imaginar a magnitude da tempestade que se adivinha.Noveleta nomeada na categoria de Fic o Fant stica em Conto, dos Pr mios Adamastor do Fant stico.Download gratuito smashwords books view

    • ↠ Coração de Corda || ✓ PDF Read by ¾ Carina Portugal Ana Santo
      376 Carina Portugal Ana Santo
    • thumbnail Title: ↠ Coração de Corda || ✓ PDF Read by ¾ Carina Portugal Ana Santo
      Posted by:Carina Portugal Ana Santo
      Published :2018-09-22T14:11:19+00:00

    One thought on “Coração de Corda

    1. Rosa Ramôa

      Steampunk???Realidade alternativa?Essas coisas a mim não me interessam.Ou gosto ou não da ideia da históriaSimples!Temas abordados de forma clara.Amor,amizade,honra e lealdade!Qual o género?Ficção cientifica ou ficção especulativaEssas catalogações

    2. Tita

      Já há algum tempo que queria ler algo de Carina Portugal (tenho ideia que já li um conto mas foi há alguns anos e não me recordo) e este atraiu-me bastante.Este conto insere-se no género steampunk, numa Londres vitoriana mas onde a evolução tecnológica está bastante avançada, nomeadamente onde engenhos mecânicos são usados para substituir membros e órgãos do corpo humano.O nosso protagonista é Philip Reeve, um fabricante de brinquedos muito especial, e em que nos leva a acreditar [...]

    3. Sofia Teixeira

      Carina Portugal é uma jovem escritora portuguesa que tem publicado em várias revistas e fanzines e cuja oportunidade de ler algo seu já me tinha sido proporcionada. Apesar de já não ser surpresa nenhuma para mim que a Carina tem um talento especial para a escrita, a verdade é que é nesta estreia na categoria steampunk que eu fico verdadeiramente surpreendida. Coração de Corda é um conto inserido num tempo em que as engrenagens são usadas tanto para fins mecânicos como biomecânico [...]

    4. Nádia Batista

      Há imenso tempo que estava curiosa em conhecer a escrita de Carina Portugal. Os elogios que lhe lia eram mais do que muitos, e surgiu a oportunidade de ler este Coração de Corda e finalmente entrar no mundo da escritora.Foi a minha primeira incursão num universo de steampunk, e devo dizer que gostei imenso. Sendo ignorante nestas matérias, penso que a autora conseguiu transportar a essência deste género para este pequeno conto, tornando-o, para mim, mais interessante e especial. Os lugare [...]

    5. Cátia

      Quando vi este conto no blog BranMorrighan decidi que tinha de o ler. Adoro a temática Steampunk e é sempre bom conhecermos novos nomes na literatura portuguesa.Gostei bastante deste conto e das suas personagens fortes. Acho que tem potencial para crescer ainda mais. Para colocar mais estética steam e deixar que as personagens nos enredem ainda mais.Em suma, gostei bastante e aqui fica mais um nome ao qual estar atenta.

    6. Avó Madalena

      Quando comecei a ler não tinha nenhuma expectativa, não conhecia a autora, não conhecia nada do conto. Arrisquei, e arrisquei bem. Uma boa leitura, com conto diferente mas que prende o autor logo na primeira página, com a descrição colorida do ambiente.Carina Portugal foi uma boa surpresa nesta tarde quente de verão.

    7. Artur Coelho

      Confessa a autora que esta é a sua primeira incursão na estética steampunk. Nota-se, confesso eu, leitor. E nota-se porque a iconografia o género não é a nota dominante do conto, apesar de assumir uma devida importância no final. Normalmente as obras steam socorrem-se do barroquismo visual possibilitado pela estética neo-vitoriana dos engenhos mecânicos a vapor (ou edwardiana aeronáutica, belle époque com mecanismos, fin de siècle com aparelhos voadores a carvão, se quiserem maior e [...]

    8. Ana

      Comecei a ler este título sem qualquer ideia sobre o que tratava. Fui logo "apanhada", pois a história interessa o leitor logo de início, e mantém-se assim. Tem alguns aspectos verdadeiramente inovadores, e outros um pouco menos, mas a escrita clara e bem ritmada é uma constante ao longo de todo o texto. É também uma mais valia a forma como a autora abordou temas como o amor, a amizade, a honra e a lealdade neste contexto de uma realidade alternativa.Dei por mim a reconhecer na história [...]

    9. Molly

      Este é o primeiro conto que leio da autora Carina Portugal. Despertou-me o título, a capa e o tema em si, uma vez que gosto muito do género Steampunk, em todas as suas vertentes artísticas. Foi com bastante agrado que li Coração de Corda. Com um elenco de personagens simples, mas bastante diferentes e de personalidade, este conto remeteu-me para outras obras que também tem alguns dos ingredientes aqui apresentados, obras essas que são do meu agrado. Não podia deixar de ler um conto dest [...]

    10. Nuno Almeida

      Em primeiro lugar tenho de dar os parabéns à ilustradora não só pela capa bastante apelativa mas também pelas ilustrações interiores que ajudam a dar vida ao livro e à história.Em relação ao conto propriamente dito, tenho que confessar que fiquei um pouco desiludido mas apenas porque tenho a autora em grande consideração e dela espero apenas o melhor. A sua escrita, tipicamente melódica, diria mesmo poética, é aqui bastante simples e seca. Não que eu tenha um problema com um est [...]

    11. Alexandra

      Um conto pequenino que deixa vontade de ler mais. Este é um género diferente do que eu costumo ler e encanta-me porque consegue, em poucas páginas, contar uma história com princípio, meio e fim, numa síntese interessante e vibrante, que mantém o leitor preso das palavras. Com uma temática muito interessante, inserida no steampunk e a fazer lembrar Júlio Verne, Carina Portugal apresenta-nos um leque de personagens interessantes, que eu gostaria de ver mais bem exploradas, tivessem as pá [...]

    12. Tânia M.

      Este conto é uma agradável surpresa. Foi o meu primeiro contacto com a autora, mas gostei muito da escrita de Carina Portugal. Leve e ritmada, sem partes monótonas conseguiu transportar-me para um cenário onde inventores conseguem criar órgãos e membros mecanizados que se podem usar com apenas alguns cuidados a favor da saúde dos humanos. Os personagens são pessoas com as quais facilmente nos relacionamos e toda a intriga nos leva a querer saber mais sobre eles. Só achei que houve muita [...]

    13. Raquel

      Estava com vontade de ler um conto e descobri a existência deste, decidi imediatamente lê-lo.A leitura foi bastante agradável e rápida e gostei imenso da junção de elementos de romance histórico com magic realism e steampunk.A ação ocorre no ano de 1852 em Londres quando, a personagem principal, Philip, vai assistir um espetáculo de ballet e fica fascinado com uma das bailarinas, a Angelique. Depois de alguns encontros e desencontros Philip descobre que há algo de errado na relação [...]

    14. Vitor Frazão

      Não sendo inovadora, a narrativa fez um bom uso de elementos steampunk.Apesar do destino do protagonista se tornar óbvio assim que descobrirmos a sua diferença anatómica, a autora fez um bom trabalho em desviar a atenção dos verdadeiros motivos para tal escolha, fugindo ao óbvio e dando apenas dicas suaves sobre a relação que realmente importa na narrativa. Isso, o uso das ilustrações e a característica “iceberg/monstro subterrâneo” da central de energia foram os meus elementos [...]

    15. Vanessa Montês

      ()Foi um pequeno conto cuja leitura me soube lindamente. Embora seja, tal como já referi, pequeno, a própria história está perfeitamente delineada e desenvolvida. Ficamos a conhecer a bela bailarina, uma rapariga que chama casa ao teatro e família a todos aqueles com quem convive diariamente nos treinos e peças; o jovem inventor, uma pessoa simples de coração mas com um grande intelecto e um sentido de dever acima da média; o grande amigo deste, um mulherengo de primeira que apesar de t [...]

    16. António

      Um pequeno conto que me surpreendeu pela positiva. Com um toque de Júlio Verne, reviravoltas surpreendentes e um excelente tipo de escrita. (Não dou 4 de animo leve)Façam o download gratuito, vale a pena: smashwords/books/viewPodemos ler no tablet ou até no telemóvel, desde que abra pdf. É uma leitura rápida, a única falha é mesmo não desenvolver mais ;)

    17. Marita_z

      Gostei muito do ambiente e a vibe steampunk, mas faltou aqui qualquer coisa Gosto muito da forma melódica de como a autora escreve, e este conto não a teve Mas com um bocado de trabalho acho que podia dar um livro bem engraçado!

    18. Ana Luisa Henriques

      Um conto muito bem escrito, nota-se perfeitamente que por trás está um boa escritora. Senti também que a sua escrita ainda pode amadurecer mais e ir muito mais além. Uma história interessante e bem conseguida, apenas com algumas pontas soltas, mas que aconselho a ler.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *